Revisão integrativa acerca do luto do idoso

Autores

  • Danielle Provazi Cunha Oliveira Universidade Federal do Triângulo Mineiro https://orcid.org/0000-0002-9538-0100
  • Patricia Jácome Henriques Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Alvaro da Silva Santos Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Palavras-chave:

Luto, Idoso, Envelhecimento, Morte

Resumo

O artigo apresenta um estudo que teve como objetivo a identificação da literatura que contempla a elaboração do luto por idosos. A busca ocorreu em julho e agosto de 2019 nas seguintes bases de dados: BVS Saúde, Scielo, RedAlyc e PubMed, entre os anos de 2009 e 2018. Foram localizados 23.679 artigos na primeira busca, dos quais foram selecionados 207. Após leitura, 29 integraram a revisão e 176 artigos foram excluídos. Desses 29 artigos, 13 foram levantados na Pubmed, 8 na Scielo, 7 na BVS Saúde e 1 Redalyc. A partir das leituras foram construídas quatro categorias: luto por morte física, luto por perda, luto Complicado e luto Antecipatório. Evidenciou-se a exploração da literatura sobre perdas físicas, como a morte de entes queridos e seu processo de luto, as experiências de viuvez e a elaboração de perdas antecipatórias ou complicadas. Identificou-se falta de atribuições da literatura sobre a investigação de perdas simbólicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Provazi Cunha Oliveira, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Atualmente trabalha como psicóloga clínica em um consultório particular.

Patricia Jácome Henriques, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Mestre em Psicologia pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Psicóloga formada pela Universidade de Vassouras. Especialista em Teoria Psicanalítica pela Universidade de Uberaba.

Alvaro da Silva Santos, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente é Professor da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, atuando nos Cursos de Mestrado e Doutorado em Atenção à Saúde, no Curso de Mestrado em Psicologia, e, no Curso de Graduação em Enfermagem.

Referências

Alencar, R. & Ciosak, S. (2015). Late diagnosis and vulnerabilities of the elderly living with HIV/AIDS. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 49 (2), 229-235. https://doi.org/10.1590/S0080-623420150000200007

Alves, J. (2019). Envelhecimento Populacional no Brasil e no Mundo. Revista Longeviver,1-9.

Bauab, J. & Emmel, M. L. (2014). Mudanças no cotidiano de cuidadores de idosos em processo demencial. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 17 (2), 339-352. https://doi.org/10.1590/S1809-98232014000200011

Bulsing, R. & Jung, S. (2016). Envelhecimento e morte: percepção de idosas de um grupo de convivência. Psicologia em Estudo, 21 (1), 89-100. https://doi.org/10.4025/psicolestud.v21i1.28253

Carr, D. & Sharp, S. (2014). Do Afterlife Beliefs Affect Psychological Adjustment to Late-Life Spousal Loss? The Journals of Gerontology Series B: Psychological Sciences and Social Sciences, 69B (1), 103-112. https://doi.org/10.1093/geronb/gbt063

Carr, D; Sonnega, J.; Nesse, R. & House, J. (2014). Do special occasions trigger psychological distress among older bereaved spouses? An empirical assessment of clinical wisdom. The Journals of Gerontology. Series B, Psychological Sciences and Social Sciences, 69B (1), 113-122. https://doi.org/10.1093/geronb/gbt061

Casellato, G. (2015). Luto não reconhecido: o fracasso da empatia nos tempos modernos. In G. Casellato (org.). O Resgate da Empatia: Suporte psicológico ao luto não reconhecido. (pp. 15-47). São Paulo: Summus.

Cesnik, V. & Santos, M. (2012). Mastectomia e sexualidade: uma revisão integrativa. Psicologia: Reflexão e Crítica, 25 (2), 339-349. https://doi.org/10.1590/S0102-79722012000200016

Concone, M. H.; Oliveira, B.; Moreira, F.; Monteiro, L. & Silva, T. (2015). Viúvas idosas: O que muda após a morte do marido doente? Revista Kairós: Gerontologia, 18 (3), 265-293.

Conejero, I.; Olié, E.; Courtet, P. & Calati, R. (2018). Suicide in older adults: Current perspectives. Clinical Interventions in Aging, 13, 691-699. https://doi.org/10.2147/CIA.S130670

Conte, M., Cruz, C.; Silva, C; Castilhos, N. & Nicolella, R. (2015) Encontros ou Desencontros: Histórias de idosos que tentaram suicídio e a Rede de Atenção Integral em Porto Alegre/RS, Brasil. Ciência Saúde Coletiva, 20 (6), 1741-1749. https://doi.org/10.1590/1413-81232015206.02452015

Fäber, S. (2012, março). Envelhecimento e elaboração de perdas. A Terceira Idade, 23 (53), 7-17.

Farinasso, A. & Labate, R. (2012). Luto, religiosidade e espiritualidade: Um estudo clínico-qualitativo com viúvas idosas. Revista Eletrônica de Enfermagem, 14 (3), 588-595. https://doi.org/10.5216/ree.v14i3.14453

Farinasso, A. & Labate, R. (2015). A vivência do luto em viúvas idosas: Um estudo clínico-qualitativo. SMAD. Revista eletrônica saúde mental álcool e drogas, 11 (1), 25-32. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v11i1p25-32

Franco, M. H. (2009). Cuidados Paliativos e o luto no contexto hospitalar. In L. Pessini & L. Bertacjomo. (org.). Humanização e Cuidados Paliativos. (4ª ed., pp. 12-47). São Paulo: Loyola.

Freud, S. (1996a). Sobre o narcisismo: uma introdução. In S. Freud. Obras completas (pp38-55). Rio de Janeiro: Imago. (Obra originalmente publicada em 1917).

Freud, S. (1996b). Luto e melancolia. In S. Freud. Obras completas (pp. 170-195). Rio de Janeiro: Imago. (Obra originalmente publicada em 1917).

Galicioli, T.; Lopes, E. & Rabelo, D. (2012). Superando a viuvez na velhice: O uso de estratégias de enfrentamento. Revista Temática Kairós Gerontologia, 15 (4), 225-237.

Garcia, L. & Júnior, J. A. (2018) Luto complicado. In J. Spencer & L. Barbosa. Idosos e Perspectivas de Cuidado. (1ª ed., p. 97). Rio de Janeiro: EDUPE.

Ghesquiere, A. (2013). “I Was Just Trying To Stick It Out Until I Realized That I Couldn’t”: A Phenomenological Investigation of Support Seeking Among Older Adults With Complicated Grief. Omega, 68 (1), 1-22. https://doi.org/10.2190/OM.68.1.a

Ghesquiere, A.; Shear, M.; Shear, K. & Duan, N. (2013). Outcomes of bereavement care among widowed older adults with complicated grief and depression. Journal of Primary Care & Community Health, 4 (4), 256-264. https://doi.org/10.1177/2150131913481231

Giacomin, K. Santos, W. & Firmo, J. (2013). O luto antecipado diante da consciência da finitude: A vida entre os medos de não dar conta, de dar trabalho e de morrer. Revista Ciência & Saúde Coletiva, 18 (9), 2487-2496. https://doi.org/10.1590/S1413-81232013000900002

Holland, J.; Thompson Kara, L.; Rozalski, V. & Lichtenthal, W. (2014). Bereavement-related regret trajectories among widowed older adults. The Journals of Gerontology. Series B, Psychological Sciences and Social Sciences, 69 (1), 40-47. https://doi.org/10.1093/geronb/gbt050

Kovács, M. J. (2008). Morte e Desenvolvimento Humano. (p.148- 164). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Kreuz, G. & Franco, M. H. (2017). O luto do idoso diante das perdas da doença e do envelhecimento—Revisão Sistemática de Literatura. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 69 (2), 168-186.

Kreuz, G. & Tinoco, V. (2016). O luto antecipatório do idoso acerca de si mesmo – Revisão Sistemática. Revista Kairós: Gerontologia, 19 (Especial 22), 109-133. https://doi.org/10.23925/2176-901X.2016v19iEspecial22p109-133

Lee, C.; Glei, D. A.; Weinstein, M. & Goldman, N. (2014). Death of a child and parental wellbeing in old age: Evidence from Taiwan. Social Science & Medicine, 101, 166-173. https://doi.org/10.1016/j.socscimed.2013.08.007

Mari, F.; Alves, G.; Aerts, D. & Camara, S. (2016). The aging process and health what middle-aged people think of the issue. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 19 (1), 35-44. https://doi.org/10.1590/1809-9823.2016.14122

Massocatto, F. & Codinhoto, E. (2020). Luto Antecipatório: Cuidados Psicológicos com os familiares diante de morte anunciada. Revista Farol, 11(11), 130-143.

Machado, R. & Menezes, R. (2918). Gestão Emocional do Luto na Contemporaneidade. Revista Ciências da Sociedade, 2(3), 65-94.

Menezes, T. & Lopes, R. (2014). Significados do vivido pela pessoa idosa longeva no processo de morte/morrer e luto. Revista Ciência & Saúde Coletiva, 19 (8), 3309-3316. https://doi.org/10.1590/1413-81232014198.05462013

Moss, M. & Moss, S. (2014). Widowhood in old age: Viewed in a family context. Journal of Aging Studies, 29, 98-106. https://doi.org/10.1016/j.jaging.2014.02.001

Nasio, Jorge D. (1996). O Livro da Dor e do Amor. (p.23 -37). Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

O’Connor, M. & Arizmendi, B. (2014). Neuropsychological correlates of complicated grief in older spousally bereaved adults. The Journals of Gerontology. Series B, Psychological Sciences and Social Sciences, 69 (1), 12-18. https://doi.org/10.1093/geronb/gbt025

Peacock, S.; Bayly, M.; Gibson, K.; Holtslander, L & O’Connor, M. (2018). The bereavement experience of spousal caregivers to persons with dementia: Reclaiming self. Dementia (London, England), 17 (1), 78-95. https://doi.org/10.1177/1471301216633325

Pereira, S. & Pires, E. (2018). As experiências de perdas e luto na contemporaneidade: um estudo bibliográfico. Revista Educação - UNG-Ser, 13 (1), 200-217.

Ribeiro, M; Borges, M.; Araújo, T. & Souza, M. (2017) Coping strategies used by the elderly regarding aging and death: An integrative review. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 20 (6), 869-877. https://doi.org/10.1590/1981-22562017020.170083

Roelfs, D.; Shor, E.; Curreli, M.; Clemow, L.; Burg, M. M. & Schwartz, J. E. (2012). Widowhood and Mortality: A Meta-Analysis and Meta-Regression. Demography, 49 (2), 575-606. https://doi.org/10.1007/s13524-012-0096-x

Salmazo-Silva, H.; Zemuner, M.N.; Rodrigues, P. H. da S.; Andrade, T. B. de; Martiniano, V. & Falcão, D. V. da S. (2012). As representações da morte e do luto no ciclo da vida. Revista Temática Kairós Gerontologia, 15 (4), 185-206.

Santos, C.; Pimenta, C. & Nobre. M. (2007). A Estratégia PICO para a construção da pergunta de pesquisa e busca de evidências. Revista Latino Americana de Enfermagem, 15(3), 1-5.

Shah, S.; Carey, I.; Harris, T.; DeWilde, S.; Victor, C. R. & Cook, D. G. (2013). The Effect of Unexpected Bereavement on Mortality in Older Couples. American Journal of Public Health, 103 (6), 1140-1145. https://doi.org/10.2105/AJPH.2012.301050

Silva, H.; Zemuner, M.; Rodrigues, P.; Andrade, T.; Martiniano, V. & Falcão, D. (2012). As representações da morte e do luto no ciclo de vida. Revista Kairós: Gerontologia, 15 (Especial 12), 185–206.

Soares, R. & Jung, I. (2016). Envelhecimento e morte: percepção de idosas de um grupo de convivência. Psicologia em estudo, 1 (1), 89-100. https://doi.org/10.4025/psicolestud.v21i1.28253

Souza, M.; Silva, M. & Carvalho, R. (2010). Integrative review: what is it? How to do it? Einstein (São Paulo), 8 (1), 102-106. https://doi.org/10.1590/s1679-45082010rw1134

Spahni, S.; Moselli, D.; Perrig-Chiello, P. & Bennet, K. (2015). Patterns of Psychological Adaptation to Spousal Bereavement in Old Age. Gerontology, 61 (5), 456-468. https://doi.org/10.1159/000371444

Stedile, T.; Martini, M.; Schmidt, B. (2017). Mulheres idosas e sua experiência após a viuvez. Pesquisas e Práticas Psicossociais, 12 (2), 327-343.

Supiano, K. & Luptak, M. (2014). Complicated Grief in Older Adults: A Randomized Controlled Trial of Complicated Grief Group Therapy. The Gerontologist, 54 (5), 840-856. https://doi.org/10.1093/geront/gnt076

Suzuki, M.; Silva, T. & Falcão, D. (2012). Idosas viúvas: Da perda à reorganização. Revista Kairós: Gerontologia, 15 (Especial 12), 207-223.

Turatti, B. (2012). Implicações da viuvez na saúde: Uma abordagem fenomenológica em Merleau-Ponty. Revista Saúde & Transformação Social, 3 (1), 32–38.

Venturini, L. (2015). Psicologia do Envelhecimento: Perdas e Luto. [Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul].

Viorst, J. (2000). Perdas Necessárias. São Paulo: Melhoramentos. (Obra originalmente publicada em 1986).

Downloads

Publicado

2022-01-31

Como Citar

Oliveira, D. P. C., Henriques, P. J., & Santos, A. da S. (2022). Revisão integrativa acerca do luto do idoso. Revista M. Estudos Sobre a Morte, Os Mortos E O Morrer, 7(13), 156–180. Recuperado de http://www.seer.unirio.br/revistam/article/view/10279