A Efemeridade e a Virtualização das Memórias da Cidade

Autores

  • Luis Fernando Herbert Massoni Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Valdir Jose Morigi Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Efemeridade, Memórias Virtuais, Memórias da Cidade

Resumo

O presente estudo objetiva analisar de que modo são construídas as memórias da cidade em ambientes virtuais, a partir do compartilhamento de informações por parte dos usuários de redes sociais virtuais. Realiza uma discussão teórica a partir de conceitos como virtualização da memória, memória virtual e efemeridade. Apresenta e discute as potencialidades do aplicativo Foursquare enquanto meio de memória das cidades. O Foursquare utiliza geolocalização para proporcionar vivências com a cidade e possibilita aos seus usuários compartilhar informações sobre o ambiente urbano. Compreende que a efemeridade faz parte do cotidiano dos cidadãos das grandes metrópoles, seja na vivência fugaz com a cidade ou no compartilhamento incessante de informações na web. O efêmero é, assim, concebido como fenômeno que perpassa a vida dos sujeitos, seja online ou off-line. As memórias virtuais são construídas sob a égide da efemeridade e, portanto, faz-se necessário repensar a forma de perceber a memória e sua relação com a passagem do tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Fernando Herbert Massoni, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorando e mestre em Comunicação e Informação (PPGCOM/UFRGS). Bolsista CAPES.

Valdir Jose Morigi, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professor titular da FABICO/UFRGS e do PPGCOM/UFRGS. Doutor em Sociologia (USP) e pós-doutor em Memória Social (UNIRIO).

Downloads

Publicado

2018-12-19

Como Citar

Massoni, L. F. H., & Morigi, V. J. (2018). A Efemeridade e a Virtualização das Memórias da Cidade. Revista Morpheus - Estudos Interdisciplinares Em Memória Social, 10(17). Recuperado de http://www.seer.unirio.br/morpheus/article/view/7692