O carnaval da Bahia: uma retrospectiva histórica do entrudo ao surgimento do trio elétrico Dodô & Osmar com o cavaco elétrico protótipo da guitarra baiana

Alexandre Siles Vargas

Resumo


Este artigo é uma revisão histórica do carnaval baiano delimitada entre o entrudo e o aparecimento do grupo musical Trio Elétrico Dodô & Osmar com o cavaco elétrico, protótipo da guitarra baiana. Nosso objetivo é proporcionar o entendimento do processo de desenvolvimento do carnaval da Bahia. Utilizando a abordagem qualitativa, com fins exploratório e explicativo, e por meio de entrevista, pesquisa bibliográfica e documental, buscamos responder a seguinte questão: Quais acontecimentos influenciaram o surgimento do Trio Elétrico Dodô & Osmar e da guitarra baiana no carnaval da Bahia? A pesquisa demonstrou que o carnaval iniciou com o entrudo no século XVII, depois surgiram os clubes carnavalescos no século XIX, os quais mantiveram o costume de desfile em carro alegórico do entrudo. Em 1942, Dodô e Osmar desenvolveram o cavaco elétrico – futura guitarra baiana. Em 1950, eles transferiram seus aparatos eletrônicos para um automóvel, passando a integrar o corso com o nome de Dupla Elétrica. Posteriormente, com o ingresso do terceiro componente (Termístocles Aragão), foram chamados de Trio Elétrico. A guitarra baiana, aliada ao virtuosismo de Osmar Macedo, tornou-se um símbolo do carnaval de Salvador, porém a popularização de novos gêneros musicais promoveu seu desuso. Atualmente, uma pequena quantidade de guitarristas tem habilidade para tocar este instrumento, que é marginalizado da Educação Musical Brasileira. A presente comunicação é apenas uma parte da pesquisa metodológica mais extensa intitulada A arte de tocar guitarra baiana: uma proposta metodológica, na qual propomos uma metodologia para o seu ensino e aprendizado. O presente recorte se justifica pela necessidade de elucidar, valorizar e divulgar a cultura brasileira e, sobretudo, a história do carnaval e da guitarra baiana.

Texto completo:

PDF