12. Não sobre o amor: produção de presença e novas mídias na arte contemporânea

Manoel Silvestre Friques

Resumo


Resumo

O artigo apresenta um estudo sobre a relação entre produção de presença e utilização de tecnologias contemporâneas de comunicação por parte de artistas e criadores, observada não só em produções pertencentes aos campos das artes cênicas (caso do espetáculo Não sobre o amor, de Felipe Hirsch) e das artes visuais (a vídeo-performance de Vito Acconci, Theme Song), mas também dando margem a discussões conceituais, em especial, aquelas desenvolvidas por Hans Ulrich Gumbrecht.

Palavras-chave | Presença | Novas mídias | Arte contemporânea


Abstract

This article presents a study on the relationship between the production of presence and the use of contemporary technologies of communication on the part of artists and creators. To this end, it analyses works belonging to the fields of performing arts (Não sobre o amor, by Felipe Hirsch) and the visual arts (Vito Acconci’s Theme Song), as well as related conceptual discussions, in particular those developed by Hans Ulrich Gumbrecht.

Keywords | Presence | New media | Contemporary art

Manoel Silvestre Friques é Mestre em Artes cênicas e bacharel em Teoria do teatro (UNIRIO), engenheiro de produção (UFRJ), e professor da Faculdade de Artes do Senai CETIQT.

Manoel Silvestre Friques holds an M.A. in Scenic Arts and a B.A. in Theatre Theory (UNIRIO). He is a production engineer (UFRJ/Federal University of Rio de Janeiro), and teaches in the Faculty of the Arts, Senai CETIQT.

Texto completo:

PDF HTML


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2176-7017.2011.v3i1.%25p