Uma Análise sobre a Produção de Conhecimento Científico nas Pesquisas Publicadas nos Primeiros 10 anos da iSys (2008-2017)

Renata Araujo, Marcelo Fornazin, Mariano Pimentel

Resumo


Um dos desafios da comunidade científica brasileira de Sistemas de Informação (SI) ligada à Computação tem sido endereçar a pesquisa em SI, que vai além da construção de tecnologias computacionais. O avanço da produção do conhecimento científico em SI passa pelo domínio e aplicação de teorias, multiplicidade de paradigmas e métodos de pesquisa que ainda são pouco explorados. Realizamos uma análise das pesquisas publicadas na iSys, ao longo dos primeiros 10 anos, com o intuito de refletir sobre possíveis caminhos teóricos, epistemológicos e metodológicos para as pesquisas de SI. A análise se baseou em tipologias empregadas pela literatura internacional, compreendendo quatro eixos de análise: i) concepção do artefato TI, ii) paradigma de pesquisa, iii) teorização, e iv) métodos de pesquisa. Como principais conclusões desta análise, observamos por parte da comunidade de pesquisa em SI na iSys, a produção de conhecimento científico com forte ênfase positivista e experimental. A análise aponta para caminhos e oportunidades para robustecer a produção de conhecimento nacional que incluem a abertura a paradigmas epistemológicos que compreendam a complexidade e a multiplicidade do mundo real e a formulação de um campo teórico consistente para a área.

Palavras-chave


Produção de Conhecimento em SI; Teoria; Epistemologia; Metodologia

Texto completo:

PDF

Referências


Araujo, R.M., Maciel, R.S. e Boscarioli, C. (2017) “I GranDSI-BR: Grandes Desafios de Pesquisa em Sistemas de Informação no Brasil (2016-2026)”. Relatório Técnico. Comissão Especial de Sistemas de Informação (CESI) da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). http://www2.sbc.org.br/ce-si//arquivos/grandsi.pdf (acesso em julho de 2017). [GS Search]

Araujo, R., Ralha, C., Graeml, A. e Cidral, A. (2015) “Comunidade de Pesquisa em Sistemas de Informação no Brasil na perspectiva do Simpósio Brasileiro de Sistemas de Informação”. Revista Brasileira de Sistemas de Informação (iSys), v. 8, n 1, p. 5-17. http://seer.unirio.br/index.php/isys/article/view/5136 [GS Search]

Barbier, R. (2007) A pesquisa-ação. Brasília: Liber Livro.

Barros, M., Diniz, M., Araujo, R. e Cidral, A. (2008) Editorial. Revista Brasileira de Sistemas de Informação (iSys), v.1, n.1, p.i-iii. Rio de Janeiro: CESI/SBC. http://seer.unirio.br/index.php/isys/article/view/212

Barros, M., Diniz, M., Araujo, R. e Cidral, A. (2009) Editorial. Revista Brasileira de Sistemas de Informação (iSys), v.2, n.1, p.i-ii. Rio de Janeiro: CESI/SBC. http://seer.unirio.br/index.php/isys/article/view/452

Capra, F. e Luisi, P L. (2014), A Visão Sistêmica da Vida, Editora Cultrix, 1a edição.

Cidral, A., Ralha, C., Cáceres, E., Santoro, F., Audy, J., Barros, M., Furtado, O. e Araujo, R. (2009) “Sistemas de Informação no Brasil - Desafios e Oportunidades”. http://www2.sbc.org.br/ce-si//arquivos/desafios_SI_2009_05_19.pdf. Maio. (acesso em julho de 2017). [GS Search]

Cukierman, H. L., Teixeira, C. e Prikladnicki, R. (2007) “Um Olhar Sociotécnico sobre a Engenharia de Software”. Revista de Informática Teórica e Aplicada, v. 14, n. 2, p. 199-299. http://www.seer.ufrgs.br/rita/article/viewFile/5696/3547 [GS Search]

Filippo, D., Pimentel, M., & Wainer, J. (2011). Metodologia de pesquisa científica em sistemas colaborativos. In M. Pimentel & H. Fuks (Eds.) Sistemas Colaborativos (capítulo 23). Rio de Janeiro: SBC/Elsevier. https://www.dropbox.com/sh/ftcq79y2aqq16u4/_sFxQwE8iO

Grover, V. e Lyytinen, K. (2015) “New State of Play in Information Systems Research: The Push to the Edges”, MIS Quarterly, v. 39 n. 2, pp. 271-296. http://aisel.aisnet.org/misq/vol39/iss2/3/ [GS Search]

Heeks, R. e Bailur, S. (2007) “Analyzing e-government research: Perspectives, philosophies, theories, methods and practice”. Government Information Quarterly, v. 24, p. 243-265. doi: 10.1016/j.giq.2006.06.005 [GS Search]

Hirschheim, R. e Klein, H. K. (1988) “Four Paradigms of Information Systems Development”. Communications of the ACM, v. 32, n. 10, p. 1199-1216. doi: 10.1145/67933.67937 [GS Search]

Latour, B. (1997) Ciência em Ação: Como seguir cientististas e engenheiros sociedade afora. São Paulo: Editora Unesp.

MarkuS, M. L. e Robey, D. (1988) Information Technology and Organizational Change: Causal Structure in Theory and Research, Management Science, v. 34, n. 5, pp. 583-598. doi: 10.1287/mnsc.34.5.583 [GS Search]

Morin. E. (2005), Introdução ao Pensamento Complexo, Editora Sulina, 5a edição.

Orlikowski, W. J. e Baroudi, J. J. (1991) “Studying Information Technology in Organizations: Research Approaches and Assumptions”. Information Systems Research, v. 2, n. 1, pp. 1-28. doi: 10.1287/isre.2.1.1 [GS Search]

Orlikowski, W. J, e Iacono, C. S. (2001) “Desperately Seeking the “IT” in IT Research—A Call to Theorizing the IT Artifact”. Information Systems Research, v 12, n 2, p. 121–134. doi: 10.1287/isre.12.2.121.9700 [GS Search]

Orlikowski, W. J. e Scott, S. V. (2008) Sociomateriality: challenging the separation of technology, work and organization. The Academy of Management Annals, v. 2 n. 1, pp. 433-474 [GS Search]

Palvia, P., YK, C. P., Kakhki, M. D., Ghoshal, T., Uppala, V., & Wang, W. (2017). A decade plus long introspection of research published in Information & Management. Information & Management, 54(2), 218-227. doi: 10.1016/j.im.2016.06.006 [GS Search]

Palvia, P., Mao, E., Salam, A. F. e Soliman, K. S. (2003) “Management information systems research: what's there in a methodology?” Commun. Assoc. Inf. Syst., 11, p. 288–310. http://aisel.aisnet.org/cgi/viewcontent.cgi?article=2703&context=cais [GS Search]

Pimentel, M., Filippo, D., Calvão, L.D., & Silva, A. R. (2017). “Design Science Research: pesquisa científica para o desenvolvimento de artefatos inovadores”. In: Pesquisa e Inovação: visões e interseções. editado por R. M. Araujo & L. O. V. Chueri. Rio de Janeiro, RJ: Publit.

Recker, J. (2013) Scientific Research in Information Systems, Springer, 1a edição.

Santos, B.S. (1987) Um discurso sobre as ciências. Afrontameto: Porto, Portugal.

Simon, H (1969). The sciences of the artificial, 3. ed. Cambridge: MIT Press, 1996.

Walsham, G. (1995) Interpretive case studies in IS research: nature and method. European Journal of Information Systems, v. 4, p. 74-81. doi: 10.1057/ejis.1995.9 [GS Search]




Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


iSys - Revista Brasileira de Sistemas de Informação - CESI/SBC
ISSN Eletrônico: 1984-2902