Computadores e Educação: momentos iniciais desta relação no Brasil

Cristina de Melo Valente

Resumo


Este texto objetiva apresentar através de uma abordagem sociotécnicas alguns eventos relacionados ao início da história de uso de computadores na educação pública brasileira, conectando a chegada dos primeiros computadores e os esforços para o desenvolvimento de uma indústria de informática nacional, incluindo suas necessidades de formação de recursos humanos qualificados, à construção de percepções sobre o papel da tecnologia na Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


ADLER, Emanuel. Ideological "Guerrillas" and the Quest for Technological Autonomy: Brazil's Domestic Computer Industry. International Organization, The MIT Press, v. 40, n. 3, Jul. 1986, p. 673-705. Disponível em: . Acesso em: 11 out. 2016.

KORNIS, Mônica Almeida. Sociedade e cultura nos anos 1950. O Brasil de JK. O Governo de Juscelino Kubitschek. FGV CPDOC, 2002. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2016.

ALMEIDA, Fernando José de. Educação e informática: os computadores na escola. São Paulo: Cortez Editora : Editora Autores Associados, 1988. 103 p. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo 19)

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. O aprender e a informática: a arte do possível na formação do professor. PROINFO/SEED/MEC, Coleção Informática para a mudança na Educação, 1999. 39 p. . Acesso em: 15 mai. 2015.

BETING, Joelmir. Os computadores. Folha de São Paulo, Terceiro Caderno – Economia, Coluna Notas Econômicas, 18 out. 1972, p. 21.

BONILLA, Maria Helena Silveira; PRETTO, Nelson De Luca. Políticas brasileiras de educação e informática. 2000. 21 p. Disponível em: . Acesso em: 13 fev. 2014.

BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Diário Oficial da União, de 12 ago. 1971. Disponível em: . Acesso em 17 ago. 2015.

BRASIL. Decreto nº 70.370, de 5 de Abril de 1972. Cria a Comissão de Coordenação das Atividades de Processamento Eletrônico, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Seção 1, 6 abr. 1972. Disponível em: . Acesso em 17 ago. 2015.

BRASIL. Presidência da República. II Plano Nacional de Desenvolvimento - 1975-1979. Brasília, 1974. 149 p. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2016.

BRASIL. Decreto nº 77.118, de 9 de fevereiro de 1976. Reestrutura a Comissão de Coordenação das Atividades de Processamento Eletrônico (CAPRE) e lhe dá novas atribuições. Diário Oficial da União - Seção 1, 10 fev. 1976, p. 1957. Disponível em: . Acesso em 17 ago. 2015.

BRASIL. Lei nº 7.463, de 17 de abril de 1986. Dispõe sobre o I Plano Nacional de Informática e Automação. Disponível em: . Acesso em: 29 ago. 2016.

CARDI, Marilza de Lourdes; BARETO, Jorge Muniz. Primórdios da computação no Brasil. Trabalho apresentado na XXXVIII Conferência Lationamericana em Informática (CLEI 2012), Medellín, Colômbia, 1 – 5 out. 2012. 6 p. . Acesso em: 10 out. 2015.

CASTRO, Márcia Correa. Enunciar democracia e realizar o mercado: políticas de tecnologia na educação até o Proinfo integrado (1973-2007). 2011. 146 f. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Educação. Rio de Janeiro, 2011. Orientador: José Mauricio Paiva Andion Arruti. Disponível em: . Acesso em: 18 jul. 2016.

CHAVES, Eduardo Oscar de Campos et al. Projeto Educom: Proposta Original. Memos do NIED, v. 1, n. 1, 1983, 15 p. Disponível em: . Acesso em:25 fev. 2015.

CHAVES, Eduardo Oscar de Campos. O Uso de Computadores em Escolas: Fundamentos e Críticas. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2016. [Este texto é a contribuição de Eduardo O C Chaves ao livro O Uso de Computadores em Escolas, escrito por ele e por Valdemar W. Setzer (Editora Scipione, São Paulo, 1988), pp.5-67].

CONSELHO DE SEGURANÇA NACIONAL (CSN). Secretaria Especial de Informática (Sei). Termo aditivo ao convênio firmado entre a Secretaria de Planejamento da Presidência da República e a Financiadora de Estudos e Projetos - Finep em 28 de junho de 1975. Diário Oficial da União, 14 fev. 1980, Seção I, Parte I, p. 2995. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2016.

CUKIERMAN, Henrique Luiz; CASTRO, Rachel Gonçalves de; ALVES, Luiz Augusto da Silva. Os debates parlamentares das leis de informática (1984, 1991, 2001, 2004). Simpósio de História da Informática na América Latina e Caribe. II SHIALC, CLEI XXXVIII, Medellín/Colômbia, 1 a 5 de outubro de 2012. 11 p. Disponível em: ou . Acesso em: 25 mar. 2015.

CUKIERMAN, Henrique. A publicidade dos minicomputadores made in Brazil e a experiência da reserva de mercado dos anos 70/80. XL Conferencia Latinoamericana en Informática. SHIALC 2014, Montevideo, Uruguai, Set. 15-19 2014, p. 17-25. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2016

DANTAS, Marcos. O crime de Prometeu: como o Brasil obteve a tecnologia da informática. Rio de Janeiro: ABICOMP, 1989. 75 p. Disponível em: . Acesso em: 7 nov. 2016.

DANTAS, Vera. A guerrilha tecnológica: a verdadeira história da política nacional de informática. Rio de Janeiro: LTC-Livros Técnicos e Científicos Ed., 1988. 183 p. Disponível em: . Acesso em: 27 mar. 2014.

DIÁRIO Oficial da União (DOU), Brasília, DF, 9 maio 1975, Seção 1, Parte 1, p. 5590-92. Disponível em: . Acesso em: 1 jul. 2016

DIÁRIO Oficial da União (DOU), Brasília, DF, 5 abr. 1976, Seção 1, Parte 1, p. 52 (Suplemento). Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2016.

DIAS, Rafael de Brito. Sessenta anos de política científica e tecnológica no Brasil. Campinas, SP: Ed. Unicamp, 2012. 256p.

FAJNZYLBER, Pablo. A indústria de informática no Brasil: capacitação tecnológica e suporte governamental. Revista do BNDES, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, p. 251-8, dez.1994. Disponível em: . Acesso em 3 set. 2016.

FOLHA da Manhã. Curso de programação automática. Assuntos Diversos, 5 jul. 1959, p. 10. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2016.

FOLHA da Noite. Cérebro eletrônico IBM em São Paulo. 20 jul. 1959, p. 17. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2016.

FOLHA de São Paulo. Programada pela IBM a instalação de Centro de Processamento de Dados no Rio e em São Paulo, Primeiro Caderno, 28 set. 1960, p. 15. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2016.

GARCIA, Renato; ROSELINO, José Eduardo. Uma avaliação da lei de informática e de seus resultados como instrumento indutor de desenvolvimento tecnológico e industrial. Gestão & Produção, v.11, n.2, p.177-185, mai.-ago. 2004. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2016.

GHIRALDELLI JR., Paulo. Introdução à Educação Escolar Brasileira: História, Política e Filosofia da Educação [versão prévia] 2001. 241 p. Disponível em: . Acesso em: 4 jan. 2016.

GUTIERREZ, Regina Maria Vinhais. Complexo eletrônico: Lei de Informática e competitividade. BNDES Setorial, n. 31, Eletrônico, mar. 2010, p. 5-48. Disponível em: . Acesso em: 4 jul. 2016.

HAAS, Peter M. Epistemic Communities and International Policy Coordination. International Organization, v. 46, n. 1, Knowledge, Power, and International Policy Coordination, 1992, p. 1-35. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2016.

HELENA, Silvia. A indústria de computadores: evolução das decisões governamentais. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 14, n. 4, p. 73-109, out./dez. 1980. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2016.

HELENA, Silvia. Rastro de Cobra. [s.l.], 1984, 74 p. Disponível em: . Acesso em: 7 nov. 2016.

HEYMANN, Luciana Quillet. Desafios e rumos da política educacional. A trajetória política de João Goulart. 2004. FGV/CPDOC. Disponível em: . Acesso em: 17 fev. 2016.

LOUREIRO, Carine Bueira. Educação, tecnologias digitais e a busca por um novo padrão de desenvolvimento. Anais Eletrônicos. 6º Seminário Brasileiro de Estudos Culturais e Educação – SBECE. Canoas, Rio Grande do Sul, 1-3 jun. 2015. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2015.

LUCENA, Carlos J.; MARTINS, Luiz. A multilevel national approach to computer education. P. 145-150. In: LECARME, Olivier; LEWIS, Robert (Eds.). Computers in education: proceedings of the IFIP 2d World Conference, International Federation for Information Processing, Association française pour la cybernétique économique et technique. Amsterdam: North-Holland Publishing Company, 1975.1020 p. Disponível em: . Acesso em: 15 nov. 2015.

MACEDO, Paulo Brígido Rocha. Escolaridade, experiência salários: uma análise do setor de processamento eletrônico de dados no Brasil. Dissertação (Mestrado em Economia), Fundação Getúlio Vargas. Escola de Pós-Graduação em Economia (EPGE). Instituto Brasileiro de Economia. Rio de Janeiro, RJ, Dezembro, 1982. 198 p. Disponível em: . Acesso em: 19 jul. 2016.

MARQUES, Ivan da Costa. Computadores: parte de um caso amplo da sobrevivência e da soberania nacional. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 14, n. 4, p. 110-147, out./dez. 1980. Disponível em: . Acesso em: 31 jan. 2015.

MARQUES, Ivan da Costa. Reserva de mercado: um mal entendido caso político-tecnológico de “sucesso” democrático e “fracasso” autoritário. Revista de Economia, Curitiba, Editora da UFPR, n. 24, p. 89-114, 2000. Disponível em: . Acesso em: 25 jul. 2016.

MARQUES, Ivan da Costa. Minicomputadores brasileiros nos anos 1970: uma reserva de mercado democrática em meio ao autoritarismo. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 10, n. 2, p. 657-681, mai-ago. 2003 . Disponível em: . Acesso em: 27 Jul. 2016.

MARQUES, Ivan da Costa. Depoimento e pesquisa: três empresários protagonistas da reserva de mercado dos computadores no Brasil. Simpósio de História da Informática na América Latina e Caribe. I SHIALC. CLEI XXXVI, Assunção, Paraguai, outubro de 2010. 12 p. Disponível em: . Acesso em 13 set. 2015

MARQUES, Ivan da Costa. O Brasil e seus ridículos tiranos: 1979/1980 tecnologia de minicomputadores e a História do Índio. Simpósio de História da Informática na América Latina e Caribe. II SHIALC, CLEI XXXVIII, Medellín/Colômbia, 1 a 5 de outubro de 2012. 11 p. Disponível em: . Acesso em: 13 fev. 2016.

MARQUES, Ivan da Costa. Revisitando o discurso mobilizador da “reserva de mercado” dos anos 1970 à luz dos Estudos CTS. XL Conferencia Latinoamericana en Informática. III SHIALC 2014, Montevideo, Uruguai, Set. 15-19 2014, p. 41-47. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2016

MEC. Secretaria Geral. A Política e o Plano Setorial de Educação e Cultura. Brasília, ago. 1973. 39 p. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2016.

MEC. Secretaria Geral. III Plano Setorial de Educação, Cultura e Desporto; 1980/1985. Brasília, MEC/DDD, 1980. 50 p. Disponível em: . Acesso em: 28 de out. de 2016.

MEC. Secretaria de Informática (SEINF). Informática e Educação, Brasília, DF, 1983. 84 p. Disponível em: . Acesso em: 31 jan. 2015.

MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos. “Projeto Saci” (verbete). Dicionário Interativo da Educação Brasileira - EducaBrasil. São Paulo: Midiamix Editora, 2002. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2015.

MINTO, Lalo Watanabe. Verbete ‘Teoria do Capital Humano’ e Verbete ‘MEC-USAID’. Glossário do projeto ‘Navegando na História da Educação Brasileira’. Grupo de Estudos e Pesquisas "História, Sociedade e Educação no Brasil" (HISTEDBR). Faculdade de Educação, UNICAMP. [2006?]. Disponível em: e < http://www.histedbr.fe.unicamp.br/navegando/glossario/verb_c_mec-usaid%20.htm>. Acesso em: 10 jul. 2015.

MIRA, Marilia Marques; ROMANOWSKI, Joana Paulin. Tecnicismo, neotecnicismo e as práticas pedagógicas no cotidiano escolar. Anais do IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE e III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Curitiba, 26 a 29 out. 2009, p. 10208-10219. Disponível em: . Acesso em: 11 fev. 2016.

MORAES, Raquel de Almeida. A Política de Informática na Educação Brasileira: do Nacionalismo ao Neoliberalismo. Campinas, 1996, 218p. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação, Unicamp, 1996. Disponível em: . Acesso em: 13 ago. 2015.

MORAES, Raquel de Almeida. Informática, Educação e História no Brasil. Universidade Federal do Amapá. Pró-Reitoria de Ensino de Graduação. Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia. Disciplina: Filosofia da Educação II. Educador: João Nascimento Borges Filho, 2011. 27 p. Disponível em: . Acesso em: 30 jan. 2015.

MOREIRA, José de Albuquerque. Informática: o mito Política Nacional de Informática. Revista de Biblioteconomia de Brasília, v. 19, n. 1, p. 23-50, jan.-jun. 1995. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2015.

O SISTEMÁTICO. Publicação semanal do Centro de Computação da UFMG, Ano I, nº 2, 23 jun. 1977). Disponível em: . Acesso em: 19 ago. 2016.

OLIVEIRA, João Batista Araújo e. Tecnologia educacional no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 33, p. 61-69, maio 1980. Disponível em: . Acesso em: 14 jan. 2016.

OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales. Educação e Informática. In: ANPEd (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação). Avaliação e perspectivas na área de educação – 1982-91. Porto Alegre: ANPEd, set. 1993. 227 p. p. 91-110. [Relatório de pesquisa realizado por demanda e com financiamento do CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico].

OLIVEIRA, Ramon de. Informática educativa: dos planos e discursos à sala de aula. Campinas: Papirus, 1997. 176 p.

PELEGRINI, Thiago; AZEVEDO , Mário Luiz Neves de. A Educação nos anos de chumbo: a Política Educacional ambicionada pela “Utopia Autoritária” (1964-1975). História e-História, Unicamp, 28 set. 2006. Disponível em: . Acesso em: 23 jan. 2016.

PEREIRA, Lucas de Almeida; MARINHO, Maria Gabriela S. M. C. O Cérebro eletrônico do IBGE: Análise sobre os impactos da importação de um computador eletrônico para a realização do Censo de 1960. XL Conferencia Latinoamericana en Informática. SHIALC 2014, Montevideo, Uruguai, Set. 15-19 2014, p. 1-8. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2016.

RESENHA II. Seminário Nacional de Informática na Educação 1 e 2., Brasília e Salvador, 1981 e 1982. Anais, Brasília, SEI, 1982. 1 v. Em aberto (INEP), Brasília, ano 2, n. 17, jul. 1983. p. 35-38. Disponível em: . Acesso em: 7 mar. 2014.

SALLES FILHO, S. L. M. Política de Ciência e Tecnologia no I PND (1972/74) e no I PBDCT (1973/74). Revista Brasileira de Inovação, Campinas, v. 1, n. 2 jul./dez. 2002, p. 397-419. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2016.

SALLES FILHO, S. L. M. Política de Ciência e Tecnologia no II PBDCT (1976).Política de Ciência e Tecnologia no II PBDCT (1976). Revista Brasileira de Inovação, Campinas, v. 2, n. 1 jan./jun.2003(a), p. 179-211. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2016.

SALLES FILHO, S. L. M. Política científica e tecnológica no III PBDCT (1980-85). Revista Brasileira de Inovação, Campinas, v. 2, n. 2, jul./dez. 2003(b). P. 407-432. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2016.

SALLES FILHO, Sergio et al. Avaliação de impactos da Lei de Informática: uma análise da política industrial e de incentivo à inovação no setor de TICs brasileiro. Revista Brasileira de Inovação, Campinas (SP), 11, n. esp., p. 191-218, julho 2012. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2016.

SARTI, Cláudia Silva Lima Oliveira. A Política Nacional de Informática na educação: tentativa de compreensão da expressão do Estado. Campinas, SP, 2002. Orientadora: Eloísa de Mattos Höfling. Dissertação (mestrado). Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação. 187 p. Disponível em: . Acesso em: 29 jan. 2015.

SILVA, Suely Braga da. 50 anos em 5: o Plano de Metas. O Governo de Juscelino Kubitschek. FGV CPDOC, 2002. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2016.

SOARES, Gustavo Gindre Monteiro. A política dos artefatos na Lei de Informática: o caso SOX. Trabalho apresentado no NP10 – Núcleo de Pesquisa Economia Política e Políticas Públicas de Comunicação, XXV Congresso Anual em Ciência da Comunicação, Salvador/BA, 04 e 05 set.2002. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2016.

SOUZA, Heitor Gurgulino de. Informática na educação e ensino de informática: algumas questões. Em aberto, Brasília, ano 2, n. 17, jul. 1983, p. 1-8. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2015.

STAA, Arndt von. Nossa história. Breve história do Departamento de Informática da PUC-Rio. 2003. Disponível em: . Acesso em: 18 out. 2015.

TAVARES, Neide Rodriguez Barea. História da informática educacional no Brasil observada a partir de três projetos públicos. 18 p. [2002?]. Disponível em: . Acesso em: 3 abr. 2014.

TERUYA, Teresa Kazuko; MORAES, Raquel de Almeida. Política de informática na educação e a formação de professores. 20 p. VIII Seminário Nacional de Estudos e Pesquisas "História, Sociedade e Educação no Brasil": História, Educação e Transformação: tendências e perspectivas, 30 jun. a 3 jul. 2009. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Disponível em: . Acesso em: 13 mar. 2014.

VALENTE, José Armando (Org.). O computador na sociedade do conhecimento. Campinas, SP:UNICAMP/NIED, 1999. 156 p. Capítulo 1. Informática na educação no Brasil: análise e contextualização histórica. José Armando Valente Disponível em: . Acesso em: 4 abr. 2014.

VIANNA, Marcelo. Processando o “surto de desenvolvimento” - Grupos técnicos estatais em busca de um CPD nos primórdios da Informática brasileira (1959-1961). XL Conferencia Latinoamericana en Informática. SHIALC 2014, Montevideo, Uruguai, 15-19 set. 2014, p. 100-111. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2016.

VIANNA, Marcelo. “Está aí, e o de vocês?” – Dimensões da expertise, articulações políticas e outros recursos sociais na trajetória de um fabricante de computadores durante o regime militar. p. 1235 – 1269. In: VIANNA, Marcelo et al (Orgs.). O historiador e as novas tecnologias: reunião de artigos do II Encontro de Pesquisas Históricas – PUCRS [recurso eletrônico], Porto Alegre: Memorial do Ministério Público do Rio Grande do Sul, 2015(a). 2056 p.

VIANNA, Marcelo. Segurança Nacional e Autonomia Tecnológica – o avanço do Serviço Nacional de Informações sobre o campo da Informática brasileira (1978-1980). XXVIII Simpósio Nacional de História, 27-31 jul. 2015 (b), Florianópolis, 16 p. Disponível em: . Acesso em: 18 out. 2015.

VIEIRA, Sofia Lerche. A educação nas constituições brasileiras: texto e contexto. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 88, n. 219, p. 291-309, maio/ago. 2007. Disponível em: . Acesso em 28 jan. 2016.




Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


iSys - Revista Brasileira de Sistemas de Informação - CESI/SBC
ISSN Eletrônico: 1984-2902