Students archetypes: the nursing professors’ viewpoint / Arquétipos discentes: percepções de docentes de enfermagem

Luiz Anildo Anacleto da Silva, Rafael Marcelo Soder, Sandra Márcia Soares Schmidt, Helena Carolina Noal, Éder Luís Arboit, Bruna Stamm

Resumo


Conhecer, na percepção dos docentes, quais as atitudes discentes que contribuem para a formação em enfermagem. Método: O estudo caracteriza-se como descritivo, exploratório, tipo qualitativo. Os resultados da pesquisa advêm de entrevistas com 46 docentes inseridos em dois cursos de universidades públicas, um curso de uma faculdade e de um centro de ensino, ambos privados. Resultados: Os dados evidenciam que os docentes consideram como atitudes discentes proativas, o comprometimento com a formação; a formação crítica e reflexiva; a construção do conhecimento e o comprometimento com a ética e a responsabilidade social. Conclusão: O estudo evidencia que o comprometimento e a participação efetiva dos acadêmicos, na visão docente, constituem-se em importantes estratégias de qualificação do processo de ensino aprendizado e na formação em enfermagem.

Palavras-chave


Educação em Enfermagem, Docentes de enfermagem, Estudantes de enfermagem.

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT

Referências


Winters JRF, Prado ML, Heidemann ITSB. A formação em enfermagem orientada aos princípios do Sistema Único de Saúde: percepção dos formandos. Esc. Anna Nery. 2016; 20 (2): 248-253. 2. Valença CN, Germano RM, Malveira FAZ, Azevêdo LMN, Oliveira AG. Articulação teoria/prática na formação em saúde e a realidade do Sistema Único de Saúde. Rev enferm UERJ. 2014; 22(6):830-5. 3. Vendruscolo C, Trindade LL, Krauzer IM, Prado ML. A inserção da universidade no quadrilátero da educação permanente em saúde: um relato de experiência. Texto contexto enferm. 2016; 25 (1): 133-140. 4. Lima MM, Reibnitz KS, Kloh D, Vendruscolo C, Corrêa AB. Diálogo: rede que entrelaça a relação pedagógica no ensino prático-reflexivo. Rev. Bras. Enferm. 2016; 69 (4): 654-661. 5. Jesus IS, Sena ELS, Andrade LM. Learning in the informal spaces and re-signification of the existence of undergraduate students of nursing. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2014; 22(5): 731-738. 6. Menegaz JC, Backes VMS. Bons professores de enfermagem, medicina e odontologia: Percepção acerca do conhecimento sobre os alunos. Esc. Anna Nery. 2016; 20(2): 268-274. 7. Carmo Menegaz, J, Schubert Backes VM. Education for the unified health system: what do good professors do from the perspective of students? Investigación y Educación en Enfermería, 2015. 33(3), 500-508. 8. Polit DF, Beck CT. Fundamentos da pesquisa em enfermagem. 7. Ed. Porto alegre: Artmed, 2011. 9. Bardin L. Análise de Conteúdo. São Paulo. Edições 70, 2011. 10. Fontanella BJB, Luchesi BM, Saidel MGB, Ricas J, Turato ER, Melo D. Amostragem em pesquisas qualitativas: proposta de procedimentos para constatar saturação teórica. Cad. Saúde Pública. 2011; 27(2): 388-394.

Received in: 05/11/2017 Required revisions: did not have Approved in: 18/01/2018 Published in: 01/07/2019

Corresponding author Luiz Anildo Anacleto da Silva Address: Av Independência, nº 3751, Bairro Vista Alegre, Palmeira das Missões, Rio Grande do Sul, Brazil Zip Code: 98.300-000 E-mail address: luiz.anildo@yahoo.com.br Telephone numbers: +55 (55) 3742-8800

Disclosure: The authors claim

to have no conflict of interest.

Acioli S, Correia LM, Souza NVDO, Pereira ALF, Ferraccioli V; Ferreira VA. Avaliação do processo educativo na graduação de enfermagem. Rev enferm UERJ. 2014; 22(6):801-7. 12. Borré-Ortiz YM, Lenis-Victoria C, Suárez-Villa M, Tafur-Castillo J.

El conocimiento disciplinar en el currículo de enfermería: una necesidad vital para transformar la práctica. Rev. Cienc. Salud. 2015; 13(3): 481-491. 13. Hirsch CD, Barlem ELD, Barlem JGT, Silveira RS, Mendes DP. Fatores preditores e associados à satisfação dos estudantes de enfermagem. Acta paul. enferm. 2015; 28(6): 566-572. 14. Ferla, JBS. Ênfase nas relações interpessoais na formação do enfermeiro sob o paradigma ético-humanista. Trabalho, Educação e Saúde. 2013; 11 (3): 633-657. 15. Siappo CLG, Núñez YR, Cabral IE. Experiencias de estudiantes de enfermería en el cuidado de si durante el proceso de formación en una universidad privada en Chimbote, Perú. Esc. Anna Nery. 2016; 20(1): 17-24. 16. Canever BP, Gomes DC, Jesus BH, Spillere LB, Prado ML, Backes VMS. Process of training and insertion in the labor market: a vision of nursing graduates. Rev. Gaúcha Enferm. 2014; 35(1): 87-93. 17. Lago RR, Cunha BS, Borges MFSO. Percepção do trabalho docente em uma universidade da região norte do Brasil. Trabalho, Educação e Saúde. 2015; 13(2), 429-450. 18. Lima TC, Paixão FRC, Cândido EC, Campos CJG, Ceolim MF. Estágio curricular supervisionado: análise da experiência discente. Rev. bras. enferm. 2014; 67(1): 133-140. 19. Bittencourt GKGD, Crossetti MGO. Habilidades de pensamento crítico no processo diagnóstico em enfermagem. Rev. esc. enferm. USP. 2013; 47( 2 ): 341-347. 20. Kloh D, Reibnitz KS, Boehs AE, Wosny AM, Lima MM. The principle of integrality of care in the political-pedagogical projects of nursing programs. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2014; 22(4): 693-700. 21. Oliveira IC, Cutolo LRA. Percepção dos Alunos dos Cursos de Graduação na Saúde sobre Integralidade. Rev. bras. educ. med.2015; 39 (2): 208-217. 22. Carvalho LB, Alves AMF Passos CA, Lopes FG, Holanda RB, Moreira V. A ética do cuidado e o encontro com o outro no contexto de uma clínica-escola em Fortaleza. Revista da Abordagem Gestáltica, 2015, 21(1): 01-12. 23. Santos MM, Nétto OBS, Pedrosa JIS, Vilarinho LS. PET-Saúde: uma experiência potencialmente transformadora no ensino de graduação. Interface (Botucatu). 2015; 19 (Suppl1): 893-901.




DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2019.v11i4.1081-1087 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge