Knowledge patients receiving outpatient treatment on oral anticoagulation therapy

Thaisa Remigio Figueirêdo, Monique Oliveira do Nascimento, Maria Mariana Barros Melo da Silveira, Christefany Régia Braz Costa, Andrey Vieira de Queiroga, Simone Maria Muniz da Silva Bezerra

Resumo


Objetivo: Verificar o conhecimento de pacientes em acompanhamento ambulatorial sobre a terapia com anticoagulantes orais. Métodos: Estudo de corte transversal com abordagem quantitativa, realizado no Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (PROCAPE) com 100 indivíduos. Utilizou-se instrumento específico de 10 questões. Foram atribuídas pontuações às respostas, posteriormente classificadas como conhecimento insuficiente, conhecimento regular e conhecimento adequado, segundo ponto de corte. A pesquisa foi aprovada por Comitê de Ética em Pesquisa, CAAE nº30622114.2.0000.5192. Resultados: Apenas 39% dos indivíduos apresentaram conhecimento adequado sobre o tratamento. Houve significância estatística nas associações do conhecimento com sexo (p=0,042), idade (p= 0,015), anos de estudo (p=0,021) e tempo médio de acompanhamento ambulatorial (p=0,010). Conclusão: A predominância de conhecimento não adequado (61%) demonstram a necessidade de implementação de estratégias educativas que favoreçam a compreensão sobre o tratamento, estimulando a adesão farmacológica e reduzindo eventuais complicações. 


Palavras-chave


Anticoagulantes; Enfermagem; Conhecimento

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2016.v8i1.3383-3892 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

SCImago Institutions Rankings

 

  

 

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.