Explanatory models of the professional sector in relation to medicinal plants

Josiane Santos Palma, Marcio Rossato Badke, Elisa Vanessa Heisler, Rita Maria Heck, Sonia Maria Konzgen Meincke

Resumo


Objetivo: conhecer os modelos explicativos do setor profissional em relação às plantas medicinais. Método: estudo realizado junto a nove profissionais, entre maio e julho de 2011, na zona rural de Pelotas/RS, com auto aplicação de questionários semiestruturados, observação participante e grupo focal. Os preceitos éticos para pesquisas envolvendo seres humanos foram respeitados e os profissionais foram identificados pelo nome de uma planta medicinal. Resultados: de acordo com a análise temática dos dados, os profissionais de saúde utilizam plantas medicinais no cuidado da própria saúde e mencionaram haver possibilidade para a utilização de recursos vegetais no âmbito da atenção básica em momentos de autocuidado e cuidados paliativos. Afora estes momentos, incentivam o uso exclusivo de recursos alopáticos. Conclusão: a resistência do setor profissional com relação às plantas medicinais pode ser reflexo da formação profissional biomédica, consistindo em um nó crítico das redes semânticas.

Palavras-chave


Equipe de Saúde; Atenção Primária à Saúde; Plantas Medicinais.

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2015.v7i3.2998-3008 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

SCImago Institutions Rankings

 

  

 

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.