Veiled transphobia: nurses-created meanings vis-à-vis the user embracement of transvestites and transgenders / Transfobia velada: sentidos produzidos por enfermeiros (as) sobre o acolhimento de travestis e transexuais

Main Article Content

Pamela Suelen de Oliveira Reis
http://orcid.org/0000-0003-3889-062X
André Luiz Machado das Neves
http://orcid.org/0000-0001-7400-7596
Munique Therense
http://orcid.org/0000-0002-5433-9267
Eduardo Jorge Sant´Ana Honorato
http://orcid.org/0000-0003-4706-0185
Elizabeth Teixeira
http://orcid.org/0000-0002-5401-8105

Resumo

Objetivo: Compreender os sentidos produzidos por enfermeiros (as) sobre o acolhimento de pessoas travestis e transexuais na atenção básica. Método: Estudo qualitativo, realizado com quatro enfermeiros (as) que atuam em uma Unidade Básica de Saúde na Zona Sul Oeste de Manaus. Os dados foram coletados de maio a junho de 2016. Utilizou-se estudos socioantropológicos para a análise e discussão dos dados e teve como referencial metodológico a pesquisa de campo. Os dados foram analisados por meio da técnica de análise Construtivo-interpretativa. Resultados: Os sentidos produzidos por enfermeiros (as) sobre o acolhimento às pessoas travestis e transexuais na atenção básica se alicerçam em questões como constrangimento, neutralidade e desconhecimento frente às questões de gênero para além do binarismo de gênero. Conclusão:Existe uma formação dominante de base biomédica, e o cuidado de enfermagem não dá conta de aspectos socioculturais e políticos das pessoas, dos seus corpos e da sua saúde.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Reis PS de O, Neves ALM das, Therense M, Honorato EJS, Teixeira E. Veiled transphobia: nurses-created meanings vis-à-vis the user embracement of transvestites and transgenders / Transfobia velada: sentidos produzidos por enfermeiros (as) sobre o acolhimento de travestis e transexuais. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de junho de 2021 [citado 29º de junho de 2022];13:80-5. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/7488
Seção
Research
Biografia do Autor

Pamela Suelen de Oliveira Reis, Universidade do Estado do Amazonas

Graduação em Enfermagem pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

André Luiz Machado das Neves, Universidade do Estado do Amazonas

Professor da Escola Superior de Ciencias da Saúde da Universidade do Estado do Amazonas. Pesquisador do Núcleo de Estudos Psicossociais sobre Direitos Humanos e Saúde (NEPDS). Psicólogo, mestre em psicologia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e doutor em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social (IMS) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Munique Therense, Universidade do Estado do Amazonas

Professora da Escola Superior de Ciencias da Saúde da Universidade do Estado do Amazonas. Pesquisadora do Núcleo de Estudos Psicossociais sobre Direitos Humanos e Saúde (NEPDS). Psicóloga e mestre em psicologia pela Universidade Federal do Rio Gramde do Norte (UFRN) e doutora em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social (IMS) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Eduardo Jorge Sant´Ana Honorato, Universidade do Estado do Amazonas

Professor da Escola Superior de Ciencias da Saúde da Universidade do Estado do Amazonas. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Promoção e Educação em Saúde - GEPPES. Psicólogo, Doutor em Saúde da Criança e da Mulher, com ênfase em Sexualidade, Reprodução, Gênero e Saúde, pela Fiocruz (IFF-RJ).

Elizabeth Teixeira, Universidade do Estado do Amazonas

Enfermeira, mestre em Educação pela UERJ, doutora em Ciências: Desenvolvimento Sócio Ambiental pela UFPA, com pós-doutorado em Sociologia pela Universidade de Coimbra e pós-doutorado em Enfermagem pela UERJ. Professora Titular Aposentada da UEPA. Atualmente atua como professora Adjunto do CEULMA-ULBRA e Universidade do Estado do Aamazonas-UEA.

Plum Analytics

Referências

Brasil. Lei n. 8080, de 19 de Setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília (DF); 1990 20 set; Seção 1, p. 18055.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília; 2017.

Brasil. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria n. 2.488, de 21 de outubro de 2011. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (ESF) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) [Internet]. Brasília; 2011a [citado 2017 nov 17]. Available at: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2488_21_10_2011.html

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília; 2012.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. Acolhimento nas práticas de produção de saúde. 2a ed. 5a reimp. Brasília; 2010.

Brehmer LCF, Verdi M. Acolhimento na Atenção Básica: Reflexões éticas sobre a Atenção à Saúde dos usuários. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2010 nov [citado 2018 fev 1];15(Suppl 3):3569-78.Available at: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232010000900032&script=sci_abstract&tlng=pt

Krüger A. Acolhimento da população trans* na perspectiva da Saúde Pública no Brasil com foco na Atenção Básica. São Paulo; 2016 [citado 2018 fev 3]. Available at: http://redehumanizasus.net/95347-acolhimento-da-populacao-trans-na-perspectiva-da-saude-publica-no-brasil-com-foco-na-atencao-basica/

Mello L, Perilo M, Braz CA, Pedrosa C. Políticas de saúde para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais no Brasil: em busca de universalidade, integralidade e equidade. Sex Salud Soc. 2011 dez [citado 2017 set 24];(9):7-28. Available at: http://dx.doi.org/10.1590/S1984-64872011000400002

Rocon PC, Rodrigues A, Zamboni J, Pedrini MD. Dificuldades vividas por pessoas trans no acesso ao Sistema Único de Saúde. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2016 ago [citado 2017 set 24];21(8)2517-26. Available at: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000802517&lng=en&nrm=iso

Peres WS, Toledo LG. Dissidências existenciais de gênero: resistências e enfrentamentos ao biopoder. Rev Psicol Polít [Internet]. 2011 dez [citado 2017 nov 26];11(22):261-77. Available at: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-549X2011000200006&lng=pt&nrm=iso

Rosa E, Andriani AGP. Psicologia sócio-histórica: uma tentativa de sistematização epistemiológica e metodológica. In: Kahhale EMP, organizadora. A diversidade da psicologia: uma construção teórica. São Paulo (SP): Cortez; 2008. p. 259-88.

González Rey FL. Pesquisa qualitativa em psicologia: caminhos e desafios. São Paulo (SP): Pioneira Thomson/Learning; 2011.

Butler J. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Tradução de Renato Aguiar. Rio de Janeiro (RJ): Civilização Brasileira; 2015.

Miskolci R, Pelúcio L. A prevenção do desvio: o dispositivo da aids e a repatologização das sexualidades dissidentes. Sex Salud Soc. 2009;(1):125-57.

Gomes R, Murta D, Facchini R, Meneghel SN. Gênero, direitos sexuais e suas implicações na saúde. Ciênc. saúde coletiva [Internet]. 2018 Jun [citado 2019 Jan 2];23(6):1997-2006. Available at: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018236.04872018.

Brasil. Ministério da Saúde. Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. Brasília (DF); 2013.

Cardoso MR, Ferro LF. Saúde e população LGBT: demandas e especificidades em questão. Psicol Cienc Prof [Internet]. 2012 [citado 2017 set 24];32(3):552-63.

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Brasil Sem Homofobia: Programa de combate à violência e à discriminação contra GLTB e promoção da cidadania homossexual. Brasília (DF); 2004.

Bradford J, Reisner SL, Honnold JA, Xavier J. Experiences of transgender-related discrimination and implications for health: Results from the Virginia Transgender Health Initiative Study. Am J Public Health [Internet]. 2013 Oct [cited 2018 Feb 3];103(10):1820-9. Available at: from: https://ajph.aphapublications.org/doi/pdf/10.2105/AJPH.2012.300796

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)