Communication of difficult news in basic attention / Comunicação de notícias difíceis na atenção básica

Main Article Content

Caroline Bettanzos Amorim
http://orcid.org/0000-0002-6604-6074
Edison Luiz Devos Barlem
http://orcid.org/0000-0001-6239-8657
Larissa Merino de Mattos
http://orcid.org/0000-0003-2139-5278
Jamila Geri Tomaschewski Barlem
http://orcid.org/0000-0001-9125-9103
Laurelize Pereira Rocha
http://orcid.org/0000-0001-9334-6550
Matheus Ferreira Oliveira
http://orcid.org/0000-0003-1872-5395

Resumo

Resumo: Objetivo: conhecer como ocorre a comunicação de notícias difíceis por enfermeiros na atenção básica. Método: pesquisa exploratória, descritiva e de abordagem qualitativa com 15 Enfermeiros de 10 Unidades Básicas de Saúde no sul do país. A coleta de dados foi realizada através de entrevistas semiestruturadas. Os dados foram analisados conforme análise textual discursiva. Resultado: Foram geradas duas categorias: Comunicação como suporte as necessidades do cliente; Comunicação como elemento a suprir a demanda da atenção primária. Conclusão: os enfermeiros adotam alguns aspectos no momento da comunicação de notícia difícil, aspectos esses ancorados, por exemplo, através de empatia, compreensão da realidade do usuário, fala simplificada, privacidade, entre outros, sendo esses essenciais para uma comunicação adequada e humanizada que visa o conforto do usuário nesse momento da comunicação.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Bettanzos Amorim C, Devos Barlem EL, de Mattos LM, Geri Tomaschewski Barlem J, Pereira Rocha L, Ferreira Oliveira M. Communication of difficult news in basic attention / Comunicação de notícias difíceis na atenção básica. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de junho de 2021 [citado 30º de junho de 2022];13:34-40. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/7138
Seção
Research
Biografia do Autor

Caroline Bettanzos Amorim, Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeira. Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós - Gradução em Enfermagem PPGEnf/Furg. Integrante do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem e Saúde - NEPES da FURG.  Doutoranda do PPGEnf/Furg.

Edison Luiz Devos Barlem, Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeiro. Doutor em Enfermagem. Docente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da FURG. Líder do NEPES.

Larissa Merino de Mattos, Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeira. Mestranda em Enfermagem pelo Programa de Pós - Gradução em Enfermagem PPGEnf/Furg. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem e Saúde – NEPES.

Jamila Geri Tomaschewski Barlem, Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande.

Laurelize Pereira Rocha, Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande.

Matheus Ferreira Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeiro Graduado pela Universidade Federal do Rio Grande. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem e Saúde – NEPES.

Plum Analytics

Referências

Araujo JÁ, Leitão EMP. A Comunicação de Más Notícias: Mentira Piedosa ou Sinceridade Cuidadosa. Revista do Hospital Universitário Pedro Ernesto, UERJ. Ano 11, Abril / Junho de 2012.

Rossi OS, Batista NA. O ensino da comunicação na graduação em Medicina: uma abordagem. Interface - Comunic., Saúde, Educ. 2006; 10. (19):93-102.

Rodriguez, M. I. F. (2014). Despedida silenciada: Equipe médica, família, paciente–cúmplices da conspiração do silêncio. Psicologia Revista. Revista da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde, 23(2), 261-72.

Geovanini F, Braz M. Conflitos éticos na comunicação de más notícias em oncologia. Rev. bioét. (Impr.). 2013; 21 (3):455-62.

Pereira MAG. Má noticia em saúde: um olhar sobre as representações dos profissionais de saúde e cidadãos. Texto Contexto Enferm. 2005; 14. (1): 33-7.

Còrdova FP, Silveira, DT. A pesquisa científica. In: Gerhardt TE, Silveira DT. (orgs.). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

Flick U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3.ed. - Porto Alegre: Artmed, 2009.

Moraes R, Galiazzi M. C. Análise textual discursiva. 2. ed. Rev. Ijuí: Editora Unijuí, 2013.

Otani MAP, Barros, NF. Comunicação entre profissionais de saúde e pessoas em tratamento de câncer. Brasília Med 2012; 49(4);258-66.

Beckstrand RL, Rawle NL, Callister L, Madleco BL. Pediatric nurses’ perceptions of obstacles and supportive behaviors in end-of-life care. Am J Crit Care. 2010; 19:543-52.

Peña ALN, Juan LC. The experience of hospitalized children regarding their interactions with nursing profes¬sionals. Rev Latino-Am Enfermagem. 2011; 19:1429-36.

Tubbs-Coley HL, Santucci G, Kang TI, Feinstein JA, Hexem KR, Feudtner C. Pediatric nurses’ individual and group assessments of palliative, end-of-life, and bereave¬ment care. J Palliat Med. 2011; 14:631-7.

Graaff FM, Mistiaen P, Devillé WLJM, Francke AL. Perspectives on care and communication involving incurably ill Turkish and Moroccan patients, relatives and professionals: a systematic literature review. BMC Palliat Care. 2012; 11:17.

Iranmanesh S, Axelsson K, Sãvenstedt S, Hãggstrõmt T. Caring for dying and meeting death: experiences of Iranian and Swedish nurses. Indian J Palliat Care. 2010; 16:90-6.

Oriá MOB, Moraes LMP, Victor JF. A comunicação como instrumento do enfermeiro para o cuidado emocional com o cliente hospitalizado. Rev. Eletrônica Enfermagem. 2004; 11(6):292-5.

Kesternberg CCF. A HABILIDADE EMPÁTICA É SOCIALMENTE APRENDIDA: UM ESTUDO EXPERIMENTAL COM GRADUANDOS DE ENFERMAGEM Rev. enferm. UERJ, Rio de Janeiro, 2013; 21(4):427-33.

Afonso SBC, Minayo MCS. Notícias difíceis e o posicionamento dos oncopediatras: revisão bibliográfica. REVISÃO REVIEW Ciência & Saúde Coletiva, 2013; 18(9):2747-56.

Ilha S, Dias MV, Backes DS, Backes MS. VÍNCULO PROFISSIONAL-USUÁRIO EM UMA EQUIPE DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA. Cienc Cuid Saude 2014; 13(3):556-62

Gonçalves SP, Forte IG, Setino JÁ, Cury PM, Jr JBS, Miyazaki MCOS. Comunicação de más notícias em pediatria: a perspectiva do Profissional. Arq. Ciênc. Saúde. 2015; 22(3) 74-78

Araujo JA, Leitão, EMP. A Comunicação de Más Notícias: Mentira Piedosa ou Sinceridade Cuidadosa. Ano 11, Abril / Junho de 2012

Pereira ATG, Fortes IFL, Mendes JMG. Comunicação de mas noticias: Revisão Sistemática de Literatura. Rev enferm UFPE on line., Recife, 2013; 7(1):227-35.

Afonso SBC, Minayo MCS. Notícias difíceis e o posicionamento dos oncopediatras: revisão bibliográfica. REVISÃO REVIEW Ciência & Saúde Coletiva, 2013; 18(9):2747-56.

Garuzi M, Achitti COM, Sato CA, Rocha SA, Spagnuolo RS. Acolhimento na Estratégia Saúde da Família: revisão integrativa. Rev Panam Salud Publica. 2014;35(2):144–9.

Pereira ATG, Fortes IFL, Mendes JMG. Comunicação de más notícias. Rev enferm UFPE on line., Recife. 2013; 7(1):227-35.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)