Perfil epidemiológico da mortalidade materna por hipertensão: análise situacional de um estado nordestino entre 2004-2013 Epidemiological profile of maternal mortality due to hypertension: situational analysis of a northeastern state between 2004 and 2013

Main Article Content

Gesiane Tenório Pereira
Amuzza Aylla Pereira dos Santos
Jovânia Marques de Oliveira e Silva
Patricia de Carvalho Nagliate

Resumo

Objetivou-se conhecer o perfil epidemiológico da mortalidade materna por síndromes hipertensivas gestacionais no estado de Alagoas no período compreendido entre 2004 e 2013. Trata-se de um estudo com delineamento epidemiológico, descritivo, documental, transversal e abordagem quantitativa de uma série histórica no período de 2004 a 2013 em um estado do Nordeste. Os dados foram coletados através da base de dados da Secretaria Estadual de Saúde do estado de Alagoas. Observou-se um número maior de óbitos maternos declarados por síndromes hipertensivas gestacionais no ano de 2006, na faixa etária entre 20 e 39 anos, por hipertensão materna com causa não específica. As síndromes hipertensivas gestacionais são consideradas importantes complicações do ciclo gravídico-puerperal, sendo uma das principais causas de morbimortalidade materna e perinatal, merecendo atenção especial por parte dos profissionais da saúde ligados à área materno-infantil. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Pereira GT, Santos AAP dos, Silva JM de O e, Nagliate P de C. Perfil epidemiológico da mortalidade materna por hipertensão: análise situacional de um estado nordestino entre 2004-2013 Epidemiological profile of maternal mortality due to hypertension: situational analysis of a northeastern state between 2004 and 2013. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 11º de julho de 2017 [citado 28º de junho de 2022];9(3):653-8. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/5526
Seção
Research
Biografia do Autor

Gesiane Tenório Pereira, Universidade Federal de Alagoas

Acadêmica de Enfermagem da Escola de Enfermagem e Farmácia da Universidade Federal de Alagoas (ESENFAR/UFAL).

Amuzza Aylla Pereira dos Santos, Universidade Federal de Alagoas

Enfermeira. Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde da Universidade Federal de Alagoas. Mestre em Ciências da Saúde. Docente da Escola de Enfermagem e Farmácia da Universidade Federal de Alagoas(ESENFAR/UFAL).

Jovânia Marques de Oliveira e Silva, Universidade Federal de Alagoas

Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia. Docente da Escola de Enfermagem e Farmácia da Universidade Federal de Alagoas(ESENFAR/UFAL).

Patricia de Carvalho Nagliate, Universidade Federal de Alagoas

Doutora em Enfermagem fundamental. Docente da Escola de Enfermagem e Farmácia da Universidade Federal de Alagoas(ESENFAR/UFAL).

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)