PREVENTIVE STRATEGIES OF ADVERSE EVENTS WITH POTENTIALLY DANGEROUS MEDICATIONS

Main Article Content

Flavia Giron Camerini
Lolita Dopico da Silva
Taylane Guimaraes Gonçalves
Fernanda Mello de Lima
Marina Lopes Thompson
Sabrina Cuz Esteves Pessôa
Caroline Campos Santos

Resumo

Objetivo: descrever as estratégias adotadas pelo enfermeiro para uma administração segura de um medicamento potencialmente perigoso em unidade de terapia intensiva. Método: trata-se de estudo exploratório bibliográfico onde foram incluídos artigos sobre medicamentos potencialmente perigosos e erros de medicação em unidades de terapia intensiva publicados no período de 1998 a 2009. Resultado: foram analisados 16 artigos que resultaram em três categorias de medicamentos potencialmente perigosos (aminas, heparinas e insulinas), que foram descritas a luz das estratégias preventivas de erros. Conclui-se a ocorrência de eventos adversos com medicamentos potencialmente perigosos é na maioria das vezes, evitável, e que para cada classe de medicamentos potencialmente perigosos podem ser adotadas medidas específicas a fim prevenir possíveis eventos adversos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Camerini FG, Silva LD da, Gonçalves TG, Lima FM de, Thompson ML, Pessôa SCE, Santos CC. PREVENTIVE STRATEGIES OF ADVERSE EVENTS WITH POTENTIALLY DANGEROUS MEDICATIONS. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 14º de abril de 2013 [citado 16º de maio de 2022];5(3):142-5. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/2055
Seção
Research
Biografia do Autor

Flavia Giron Camerini, UERJ

Doutoranda em Enfermagem pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Profª da Especialização em Enfermagem Intensivista da UERJ. Rio de Janeiro, Brasil.

Lolita Dopico da Silva, UERJ

Doutora em Enfermagem. Professora Permanente da Pós graduação da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Rio de Janeiro, Brasil.

Taylane Guimaraes Gonçalves, uerj

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Intensivista pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Rio de Janeiro, Brasil.

Fernanda Mello de Lima, uerj

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Intensivista pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Rio de Janeiro, Brasil.

Marina Lopes Thompson, UERJ

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Intensivista pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Rio de Janeiro, Brasil.

Sabrina Cuz Esteves Pessôa, uerj

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Intensivista pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Rio de Janeiro, Brasil.

Caroline Campos Santos, uerj

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Intensivista pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Rio de Janeiro, Brasil.

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)