Elaboration of instrument for assessing assistance to patients with tuberculosis in primary health care / Elaboração de instrumento de avaliação da assistência ao paciente com tuberculose na atenção primária em saúde

Main Article Content

Daniela Wilhelm
http://orcid.org/0000-0003-3380-0701
Airton Tetelbom Stein
http://orcid.org/0000-0002-8756-8699
Karin Hepp Schwambach
http://orcid.org/0000-0003-3271-2566
Carine Raquel Blatt
http://orcid.org/0000-0001-5935-1196

Resumo

Objetivo: elaborar e validar um instrumento de avaliação da assistência ao paciente com tuberculose na Atenção Primária em Saúde. Método: as etapas de construção do instrumento avaliativo foram: construção do modelo lógico, revisão bibliográfica, identificação das dimensões e subdimensões avaliativas e elaboração de indicadores. A Técnica Delfos com especialistas foi utilizada a fim de obter consenso sobre a relevância das dimensões e subdimensões e atribuir pesos aos indicadores. O teste piloto foi realizado em duas unidades de saúde. Resultados: o instrumento de avaliação resulta em uma nota máxima de dez pontos distribuída em recursos físicos, recursos humanos e capacidade técnica, subdividida em sete subdimensões e 44 indicadores. A avaliação possibilitou o conhecimento da realidade individual das unidades avaliadas. Conclusão: o instrumento proposto pode ser utilizado como instrumento de gestão, podendo ser útil na identificação de estratégias para qualificação da assistência do paciente com tuberculose na Atenção Primária em Saúde.




 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Wilhelm D, Stein AT, Schwambach KH, Blatt CR. Elaboration of instrument for assessing assistance to patients with tuberculosis in primary health care / Elaboração de instrumento de avaliação da assistência ao paciente com tuberculose na atenção primária em saúde. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 4º de março de 2022 [citado 2º de julho de 2022];14:e-10824. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/10824
Seção
Research
Biografia do Autor

Daniela Wilhelm, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Graduada em Enfermagem. Especialista em saúde do Hospital Sanatório Partenon e assessora técnica do Programa Municipal de Controle da Tuberculose de Porto Alegre. 

Airton Tetelbom Stein, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Médico, bolsista produtividade do CNPq. Mestrado em Community Health For Developing Countries - London School Of Hygiene and Tropical Medicine. Doutor em Medicina: Ciências Médicas. Exerceu a atividade de Pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da Ufcspa no período de Abril 2017 a Abril 2019, Atualmente é Assessor de Internacionalização e Professor Titular de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.  Pós-doutorado no Grupo da Cochrane na Universidade de Oxford e na Universidade de Oslo, no período de Fevereiro a Julho de 2016, com bolsa do CNPq.

Karin Hepp Schwambach, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Possui graduação em Farmácia (1999), com habilitação em Farmácia Industrial pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004), Mestrado em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007) e Doutorado em Hepatologia pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Atualmente é farmacêutica do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre. Tem experiência na área de Assistência Farmacêutica. Atua em pesquisa na área de atenção farmacêutica, farmacoepidemiologia, uso racional de medicamentos.

Carine Raquel Blatt, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Graduada em Farmácia, Especialização Multiprofissional em Saúde da Família, Mestrado e Doutorado no Programa de Pós-graduação em Farmácia da Universidade Federal de Santa Catarina. 

Plum Analytics

Referências

Duarte GS, Toledano GPY, Lafargue MD, Campo ME, Cuba GM. Calidad de la ejecución del Programa Nacional de Control de la Tuberculosis en el Policlínico Universitario José Martí. Medisan [Internet]. 2013 [acesso 2018 jun. 10]; 17(5): 828-37. Disponível em: http://scieloprueba.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1029-30192013000500011&lng=es.

Andrade HS, Oliveira VC, Gontijo TL, Pessôa MTC, Guimarães EAA. Avaliação do Programa de Controle da Tuberculose: um estudo de caso. Saúde debate [Internet]. 2017 Mar [acesso 2021 Jan 16]; 41(spe): 242-258. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0103-11042017s18.

World Health Organization (WHO). Global tuberculosis report [Internet]. 2019 [cited 2019 dezembro 03]; Available from: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/329368/9789241565714-eng.pdf?ua=1.

Furin J, Cox H, Pai M, Tuberculosis. Lancet [Internet]. 2019. Apr 20;393(10181):1642-1656. [cited 2019 dezembro 03]; Available from: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(19)30308-3.

Ministério da Saúde (BR). Situação Epidemiológica da Tuberculose no Brasil [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2019 [acesso 2019 dezembro 03]; Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/marco/22/2019-009.pdf.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Manual de recomendações para o controle da tuberculose no Brasil. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Coordenação-Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em Serviços. Guia de Vigilância em Saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2016.

Figueiredo TMRM, Villa TCS, Scatena LM, Gonzales RIC, Rufino-Netto A, Nogueira JA, et al. Desempenho da atenção básica no controle da tuberculose. Rev. Saúde Pública [Internet]. 2009 Oct [acesso 2021 Jan 16]; 43(5):825-831. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102009000500011&lng=en.

Silva DM, Nogueira JA, Sá LD, Wysocki AD, Scatena LM, Villa TCS. Avaliação de desempenho de Serviços da Atenção Básica para o tratamento da tuberculose. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2014 [acesso 2018 jun 10]; Dec;48(6):1044-53. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342014000601044&lng=en.

Balderrama P, Vendramini SF, Santos MLSG, Ponce MAZ, Oliveira IC, Villa TCS, et al. Porta de entrada para o diagnóstico da tuberculose: avaliação da estrutura dos serviços. Rev Eletronica Enferm. [Internet]. 2014 [acesso 2018 jun 10]; 163:511-9. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v16i3.21408.

Andrade RL, Scatolin BE, Wysocki AD, Beraldo AA, Monroe AA, Scatena LM, et al. Diagnóstico da tuberculose: atenção básica ou pronto atendimento? Rev Saude Publica. [Internet]. 2013 [acesso 2018 jun 10]; Dec47(6):1149-57. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s0034-8910.2013047004650.

Cunha NV, Cavalcanti MLT, Costa AJL. Diagnóstico situacional da descentralização do controle da tuberculose para a Estratégia Saúde da Família em Jardim Catarina - São Gonçalo (RJ), 2010. Cad Saúde Colet. [Internet]. 2012 [acesso 2018 jun 10]; Abr 20(2): 177-87. Disponível em: http://www.cadernos.iesc.ufrj.br/cadernos/images/csc/2012_2/artigos/csc_v20n2_177-187.pdf

Junges JR, Burille A, Tedesco J. Tratamento Diretamente Observado da tuberculose: análise crítica da descentralização. Interface (Botucatu, Online) [Internet]. 2020 [acesso 2020 dez 14]; 24: e190160. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/Interface.190160.

Härter J, Andrade RLP, Villa TCS, Arcênio RA, Gonçalves ER, Gonzalez RIC. Tuberculosis in primary health care: identifying priority cases in a municipality in southern Brazil. Acta Sci Health Sci [Internet]. 2015 [acesso 2018 jun 10]; 37(2): 167-74. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/S1518-8787.2016050006049.

Almeida JB, Ponce MAZ, Wysocki AD, Santos MLSG, Vendramini SHF. A coordenação da assistência no controle da tuberculose na visão da equipe de enfermagem. Rev Enferm UFPE Online [Internet]. 2016 [acesso 2018 jun 10]; 10(6): 111-8. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11250.

Wysocki AD, Ponce MAS, Brunello MEF, Beraldo AA, Vendramini SHF, Scatena LM, et al. Atenção Primária à Saúde e tuberculose: avaliação dos serviços. Rev Bras Epidemiol [Internet]. 2017 [acesso 2018 jun 10]; Mar 20(1): 161-75. https://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201700010014.

Scatena LM, Wysocki AD, Beraldo AA, Magnabosco GT, Brunello MEF, Ruffino-Netto A, et al. Validação e confiabilidade: instrumento para avaliação de serviços que tratam tuberculose. Rev Saúde Pública [Internet]. 2015 [acesso 2018 jun 10]; 49: 7. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/s0034-8910.2015049005548.

Silva DM, Nogueira JA, Sá LD, Wysocki AD, Scatena LM, Villa TCS. Avaliação de desempenho de Serviços da Atenção Básica para o tratamento da tuberculose. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2014 [acesso 2018 jun 10]; 48(6): 1044-53. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420140000700012.

Cardoso GCP, Cruz MM, Abreu DMF, Decotelli PV, Chrispim PPM, Borenstein JS, et al. A conformidade das ações do tratamento diretamente observado para tuberculose na perspectiva dos profissionais de duas unidades de saúde da cidade do Rio de Janeiro. Cad Saude Colet [Internet]. 2012 [acesso 2018 jun 10]; 20(2): 203-10. Disponível em: http://www.cadernos.iesc.ufrj.br/cadernos/images/csc/2012_2/artigos/csc_v20n2_203-210.pdf

Silva EM, Assis MMA, Villa TCS, Scatena LM. Coordenação dos Serviços de Atenção Primária em Saúde no controle da tuberculose em um município da Bahia, Brasil. Rev Baiana Saúde Pública [Internet]. 2010 [acesso 2018 jun 10]; 34(2): 227-39. Disponível em: https://dx.doi.org/10.22278/2318-2660.2010.v34.n2.a30

Amaral AS, Tamaki EM, Sales CM, Renovato RD. Avaliação da descentralização do programa de controle da tuberculose do nível secundário para o nível primário do sistema de saúde de Dourados-MS. Saude Soc [Internet]. 2010 Dez [acesso 2018 jun 10]; 19(4): 794-802. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902010000400007&lng=en.

Nirenberg O, Brawerman J, Ruiz V. Evaluar para la transformación: innovaciones em la evaluación de programas y proyectos sociales. Buenos Aires: Paidós; 2007.

Souza ACS, Alexandre NMC, Guirardello EB. Propriedades psicométricas na avaliação de instrumentos: avaliação da confiabilidade e da validade. Epidemiol Serv Saúde [Internet]. 2017 Jul-Set [acesso 2018 jun 10]; 26(3): 649-59. Disponível em https://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742017000300022.

Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde (Brasil). Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União, 12 dez. 2012.Seção 1.

Alves SRP, Silva GS, Souto CGV, Barreto AJR. Gestão da tuberculose na atenção primária à saúde: uma revisão integrativa. Rev pesqui cuid fundam (Online) [Internet]. 2018 [acesso 2020 dez 12]; 10(3, n. esp): 183-186. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/7648/6617

Porto Alegre. Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre [Internet]. Relatório Anual de Gestão, 2016 [acesso 2018 mai 01]. Disponível em: http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/sms/usu_doc/rag_final_2016.pdf.

Pelissari DM, Jacobs MG, Bartholomay P, Rocha MS, Barreira D, Arakaki-Sanchez D, et al. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde como ferramenta de análise da descentralização do atendimento da tuberculose para a atenção básica. Cad. Saúde Pública [Internet]. 2018 [acesso 2020 dez 12]; 34(12): e00173917. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2018001205014&lng=pt.

Lopes LMG, Vieira NF, Lana FCF. Análise dos atributos da atenção primária à saúde na atenção à tuberculose no Brasil: uma revisão integrativa. Rev Enferm Cent O Min [Internet]. 2015 [acesso 2020 dez 12]; 5(2): 1684-70. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/678

Santana S, Teixeira CFS, Rodrigues AS; Skalinski LM. Dificuldades, caminhos e potencialidades da descentralização do atendimento à tuberculose. J. Health Biol. Sci. (Online) [Internet]. 2020 [acesso 2020 dez 12]; 8(1):1-5. Disponível em: https://periodicos.unichristus.edu.br/jhbs/article/view/2582

Barros RSL, Mota MCS, Abreu AMM, Villa TCS. Desempenho do programa de controle da tuberculose na estratégia saúde da família. Esc. Anna Nery Rev. Enferm. [Internet]. 2020 [acesso 2020 dez 12]; 24(4): e02020002. Disponível em: Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452020000400217&lng=pt.